Fundo de investimentos

O que são? 

Os fundos de investimento funcionam como uma espécie de “condomínio” de investidores. Eles são uma forma de aplicação financeira coletiva, formada pela união de vários investidores que se juntam para a realização de um investimento financeiro, visando um determinado objetivo ou retorno esperado.

Como funciona?

O dinheiro aplicado no fundo é convertido em cotas, assim, cada cotista possui um número de cotas proporcional ao valor total de seus investimentos. O valor da cota varia diariamente e o valor total investido é calculado por meio da multiplicação do número de cotas adquiridas pelo valor da cota no dia. O patrimônio de um Fundo de Investimento é a soma de todos os recursos aplicados por seus diferentes investidores.

Vantagens de investir em um fundo

Gestão profissional - o trabalho de escolher os ativos que compõem o fundo e acompanhar os resultados desses ativos é realizado pelo profissional qualificado para isso, o gestor do fundo de investimento. O objetivo do gestor é implementar a estratégia do fundo, buscando o melhor resultado possível, sempre respeitando as regras estabelecidas no regulamento.

Diversificação – investir em fundos é uma das formas mais simples de diversificar, pois esses permitem realizar aplicações em uma variada cesta de ativos, em diferentes mercados. Quanto maior a diversificação, menor o risco.

Acessibilidade e fácil acompanhamento – é possível investir nos fundos mesmo com poucos recursos disponíveis, pois muitos deles possuem valores de aplicação mínima baixos. Além disso, os fundos facilitam o acompanhamento dos seus resultados pelos cotistas, por meio da atualização diária da rentabilidade e emissão de relatórios periódicos de desempenho. 


Os profissionais de um fundo:


Benchmark: é o parâmetro de referência de performance utilizado por determinado fundo de investimento. Possibilitam a análise de desempenho do investimento em relação a um indicador pré-definido, como CDI, Ibovespa, IBRX-50, S&P 500.

Quais são os principais tipos de fundos de investimento? 

Fundos de Renda Fixa – indicados para investidores mais conservadores, que buscam baixo risco. Deve investir pelo menos 80?s suas aplicações ativos de renda fixa, como CDBs, Debêntures, LCIs/LCAs e títulos públicos.

Fundos Multimercados – indicados para investidores que buscam maior diversificação. Investem em diferentes ativos do mercado, como CDBs, ações, títulos públicos, derivativos e câmbio.

Fundos de Ações – indicados para investidores que suportam uma maior exposição a riscos, em troca de uma expectativa de rentabilidade mais elevada. Investem no mínimo 67% dos recursos em ações ou ativos relacionados, como bônus de subscrição, certificados de depósito de ações, cotas dos fundos de índice de ações e BDRs.

Fundos Cambiais - indicados para investidores que desejam se proteger das oscilações das moedas estrangeiras. Investem no mínimo 80% em ativos relacionados a moedas estrangeiras, principalmente em moedas fortes como o dólar e o euro.