Ações: vale a pena investir?

Ações: vale a pena investir?

Ações: vale a pena investir?

Quando iniciamos como investidores, é comum que nos sintamos mais confortáveis em investimentos de Renda Fixa, por terem mais previsibilidade e segurança. No entanto, é fundamental conhecer as diversas possibilidades de investimento para ter uma boa rentabilidade e uma maior diversificação da carteira.

A seguir falamos um pouco sobre investimentos em ações, o que são, como escolher qual ação comprar e se é um bom momento para investir.

 

O que são ações?

Ações são títulos de renda variável negociáveis emitidas por sociedades anônimas que representam a menor fração do capital social de uma empresa. Ao comprar uma ação o investidor se torna sócio da empresa, ou seja, de um negócio. Dessa forma, ele passa a correr os riscos deste negócio bem como participa dos lucros e prejuízos como qualquer empresário.

 

Quem compra uma ação na Bolsa de Valores está levando uma parte de uma empresa de terceiros e passa a ser chamado, normalmente, de acionista minoritário, podendo ganhar com a valorização dos seus papéis e beneficiar-se do crescimento e da distribuição de lucro dessa instituição, que são creditados automaticamente em sua conta que possui as ações.

 

Vantagens de investir em ações

 

·         Maximização dos retornos - Em consequência do crescimento das empresas com o passar dos anos, é natural que o principal benefício do investimento acionário seja justamente a possibilidade de maior rentabilidade.

 

·         Flexibilidade - O mercado de ações na bolsa brasileira (B3) possui prazos curtos de liquidação, quando fechados os negócios. Ou seja, uma rápida conversão do ativo em dinheiro, assim, o investidor tem ótima flexibilidade para tomadas de decisões de entrada e saída do mercado.

 

·         Conveniência - a negociação dos ativos pode ser realizada pelo Home Broker, um sistema online disponibilizado pelas corretoras para os investidores realizarem seus negócios com segurança e agilidade. Para ter acesso a esse recurso você deve abrir uma conta em uma corretora pelo computador ou celular.

 

Como escolher qual ação comprar?

 

Uma das formas de obter sucesso investindo em ações é comprar papéis de empresas bem geridas, que apresentem lucros sólidos e crescentes, mantendo o foco no longo prazo, para que o valor das ações tenha tempo de refletir os resultados das empresas e entregar bons retornos para os acionistas. Nessa análise, tida como fundamentalista, o investidor busca critérios de avaliação das empresas para analisar seus fundamentos e sabendo que podem ocorrer oscilações de curto prazo (volatilidade).

Outro ponto importante é que, nesse tipo de abordagem, os prazos podem ser longos: 3, 5 anos ou até mais, para que os bons fundamentos das empresas prevaleçam e a valorização aconteça.

Um exemplo dos indicadores utilizados na análise fundamentalista para avaliar o preço de uma ação é o preço sobre lucro ou P/L. Ele é muito utilizado por investidores para entender se o preço da ação de uma companhia está atrativo e serve para medir a relação entre o preço de uma ação no momento presente e o lucro da empresa por cada ação. Dessa forma, é possível ter uma ideia da quantidade de anos que o investidor levaria para recuperar o dinheiro investido em uma ação.

Outra maneira de tentar sucesso em mercado acionário é por meio da análise técnica ou gráfica, um método utilizado para tentar prever o caminho dos preços e do fluxo de um determinado ativo financeiro, com uma lógica que estabelece probabilidades a partir de imagens, tendências e padrões consultados em gráficos ao longo do tempo. Nela, mais do que tentar entender o porquê uma ação deve se valorizar, é tentar entender quando isso ocorrerá.

De forma geral, a Análise Técnica pode ser usada principalmente para operações com prazos menores do que a fundamentalista, pois os detalhes dos gráficos permitem tomar decisões rápidas que podem resultar em lucro ou prejuízo em questão de segundos, fato que também pode tomar o risco maior.

 

Agora é um bom momento para investir na bolsa?

Inicialmente, é muito importante destacar que o investimento em ações é destinado a investidores que tenham tolerância às oscilações. Desta maneira, é necessário que se realize adequadamente e periodicamente a adequação do investimento ao perfil de risco de cada investidor (Suitability).

Dito isso, os patamares de múltiplo P/L em que o Ibovespa se encontra são relativamente baixos. Como efeito de comparação, durante a crise do subprime em 2008 esse mesmo indicador esteve estimado em torno de 6,27x. Atualmente encontra-se em 5,93x (Fonte: Oceans 14).

Isso pode indicar que pode ser um bom momento para adquirir ativos de risco tendo mais prazo, caso se tolere que ainda pode haver oscilações. Entretanto, novamente se ressalta, que a carteira deve estar adequada ao perfil de cada um: pode ser danoso um cliente adquirir ações e precisar sair, por desconforto ou necessidade, em um ponto em que as ações tiveram alguma baixa injustificada.

 

Renata Surpili, Ancord ®  

Assessora de Investimentos | RP Capital

Rua 5 CJ, Nº 5, esquina com Av. 23 - Cidade Jardim - CEP 13501-060

(19) 3315-1100